Você não é tão especial. E isto é ótimo!


Fobia Social

Entender como o cérebro funciona é um importante passo para sermos mais felizes, e hoje, vou falar que você não é tão especial, quanto seu cérebro te faz acreditar.

O modo como o cérebro opera nos torna egocêntricos por natureza, a mente está sempre buscando unificar seu conceito de individualidade, agregando as experiências vividas em torno de um ego, de um EU.

Isto cria a ilusão de que tudo que fazemos atrai a atenção de todos a nossa volta. Chamo isto de efeito holofote. Exemplos: Você prepara uma palestra minuciosamente e pensa que qualquer erro será notado pelos ouvintes. Passa horas arrumando o cabelo, fazendo maquiagem e provando diversos vestidos para aquele primeiro encontro. Entra numa casa noturna e acha que todos estão notando seu estilo.

A verdade é que as outras pessoas também estão pensando deste mesmo jeito, olhando para os próprios umbigos, focando nos próprios sentimentos e pensamentos.

Este fato, pode parecer algo ruim, mas não é. Tomar consciência desta natureza humana é algo libertador, pois pode nos deixar mais tranquilos e espontâneos. Não precisamos ficar neuróticos, preocupados com pequenas falhas e erros que cometemos, afinal as pessoas não estão ali nos julgando ou criticando, cada um está focado em si mesmo na maioria absoluta do tempo.

Este conselho é especial para aqueles que sofrem com a Fobia Social, pois nestes casos, a sensação de ser o foco da atenção é algo muito frequente, mas também super valorizado, como sabemos agora.

Sabendo disto, a melhor forma de atrair a atenção de uma pessoa é notar sua individualidade, buscar dedicar um olhar menos egocentrado ao mundo, notando os detalhes de quem você se relaciona.

Quer impressionar? Gaste mais tempo notando as pessoas de forma positiva e menos tempo olhando para o próprio umbigo.

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment