Transtorno Obsessivo Compulsivo Tem Cura


Transtorno Obsessivo Compulsivo Tem Cura? Essa é uma dúvida muito comum no meu consultório em Florianópolis.

Antes de responder, vamos primeiro entender o que é o Transtorno Obsessivo Compulsivo, também conhecido como TOC.

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) caracteriza-se por dois tipos de manifestações: as obsessões ou idéias obsessivas e as compulsões ou rituais compulsivos. As obsessões são idéias ou imagens que vem à mente da pessoa independente de sua vontade repetidamente. Embora a pessoa saiba que são idéias suas, sem sentido, não consegue evitar de pensá-las.

Exemplos:

transtorno obsessivo compulsivo curaPerturbado por pensamentos repetitivos de que pode ter se contaminado ao tocar maçanetas e outros objetos “sujos”, Lucas de 17 anos passa horas todo dia lavando as mãos. Suas mãos estão vermelhas e irritadas, e sobra pouco tempo para estudar ou divertir-se.

João de 46 anos é atormentado pela idéia de que pode ferir outras pessoas por negligência. Não consegue sair de casa sem antes passar por um longo ritual de verificação, onde se certifica diversas vezes de que os bicos de gás do fogão e as torneiras estão fechados.

Várias vezes ao dia uma Maria de 26 anos é uma mãe dominada pelo terrível pensamento de que vai agredir seu filho. Embora se esforce muito, não consegue se livrar dessa idéia dolorosa e preocupante. Ela se recusa até a tocar em facas de cozinha e outros utensílios pontiagudos, por ter medo de que possa utilizá-los como armas.

Transtorno Obsessivo Compulsivo Tem Cura?

O Transtorno Obsessivo Compulsivo inicia em geral  na adolescência e atinge cerca de 2% da população, ou seja, mais de 4 milhões de pessoas no Brasil. A doença pode se manifestar em crianças também. Em geral a doença evolui com períodos de melhora e piora; com o tratamento adequado há um bom controle dos sintomas e até mesmo a cura do TOC.

Tratamento com Medicamentos

A clomipramina pode aliviar os sintomas de TOC em muitas pessoas. A clomipramina pertence a um grupo de medicamentos denominados antidepressivos tricíclicos, amplamente utilizados para o tratamento de depressão. Porém, muitos estudos demonstraram que a clomipramina pode ser benéfica também em pacientes com TOC, quer apresentem ou não depressão concomitante. Medicamentos como a fluvoxamina, escitalopram e fluoxetina também podem ser eficazes no tratamento do TOC. Esses medicamentos, como a clomipramina, tem em comum a ação em recepetores de serotonina, um composto químico que ocorre naturalmente no cérebro.

Terapia Comportamental

A psicoterapia tradicional, cujo objetivo é o de ajudar o paciente a reconhecer e elaborar seus próprios problemas, geralmente não é eficaz no tratamento dos sintomas obsessivo-compulsivos. Entretanto, uma abordagem terapêutica comportamental, denominada “exposição e prevenção da resposta”, demonstrou ser eficaz em muitas pessoas com TOC. Nessa abordagem, o paciente é deliberadamente exposto ao objeto ou à idéia temidos, tanto diretamente como pela imaginação, sendo então desencorajado ou impedido de utilizar a resposta compulsiva usual. Por exemplo, uma pessoa que lave as mãos compulsivamente pode ser estimulada a tocar um objeto supostamente contaminado e depois faz-se com que não lave as mãos durante horas. Quando o tratamento surte efeito, o paciente gradualmente sente pensamentos obsessivos e consegue permanecer sem atitudes compulsivas por períodos mais prolongados.

O melhor tratamento para o Transtorno Obsessivo Compulsivo é uma questão que deve ser avaliada pelo seu psiquiatra e direcionada para suas necessidades.

 

Deixe seu comentário

+ There are no comments

Add yours