Como é uma consulta com um psiquiatra


Consulta psiquiatra florianopolis

Esta é uma dúvida comum, pois ainda existe alguma confusão sobre a psiquiatria. Então vou esclarecer as principais dúvidas e apontar algumas particularidades desta especialidade.

Em primeiro lugar, psiquiatria é uma especialidade médica, ou seja, são necessários 06 anos de medicina e mais 03 anos de residência médica em hospital para tornar-se um psiquiatra.

Por isto, a consulta psiquiátrica tem em comum muitos aspectos em relação a consulta médica em geral:

Anamnese: Este é o termo utilizado pelos médicos para colher uma história clínica. Esta história deve ser bastante detalhada e por isto demanda tempo. Muitos aspectos devem ser avaliados. Eu tenho o hábito de saber sobre os principais relacionamentos pessoais e familiares; a profissão e o ambiente de trabalho; atividades de lazer e hobbies também são importantes. Em seguida passo a uma investigação cuidadosa dos sintomas e queixas do paciente. Algumas perguntas são direcionadas, outras ficam por conta do paciente informar.

Exame físico: O psiquiatra também realiza exame físico, muitas vezes é importante avaliar o sistema cardiovascular por meio da ausculta e da medição da pressão arterial, pois alguns medicamentos podem interferir. Exames físicos mais detalhados dependem da queixa do paciente.

Exame psíquico: Na verdade, o exame psíquico começa quando o paciente entra no consultório, por meio da observação cuidadosa de aspectos do comportamento, vigilância, discurso, pensamento, humor, atenção e outros. O exame psíquico pode ser complementado por meio de testes, escalas e questionários.

Exames complementares: O psiquiatra também solicita exames para complementar ou excluir diagnósticos diferenciais. A formação médica é essencial para diferenciar condições patológicas que podem estar associadas a quadros mentais ou emocionais.

Onde fica o divã?

Quando se fala de psiquiatra é comum pensarmos em um divã, um senhor barbudo e um paciente deitado falando sobre sua vida, mas esta cena é, na verdade, do psicanalista. A psicanálise realmente popularizou a ciência da mente graças ao seu fundador o médico Sigmund Freud.

Frequencia das consultas

É comum confundir a consulta em psiquiatria com sessões programadas. Na verdade é importante manter um acompanhamento médico até o momento da alta, claro que cada caso é um caso. Tenho pacientes que me consultam inicialmente a cada mês, enquanto outros estão sendo avaliados de 06 em 06 meses. E muitos de alta!

Como é o tratamento

O tratamento em psiquiatria envolve o uso de medicamentos, psicoterapia e orientações sobre comportamento e estilo de vida.

Os medicamentos utilizados agem no sistema nervoso central corrigindo desequilíbrios nos neurotransmissores, substâncias presentes nas células nervosas. A maioria dos medicamentos não causa dependência, enquanto alguns possuem este potencial, mas quando utilizados de forma correta a chance do indivíduo viciar-se é mínima.

A psicoterapia é realizada por um psicólogo, muitas vezes a partir da recomendação do psiquiatra. Quando existe indicação, eu constumo encaminhar meus pacientes com um relatório detalhado para que a psicoterapia torne-se mais direcionada e efetiva.

Por que é tão difícil para o psiquiatra atender convênios ou planos de saúde?

A consulta em psiquiatria necessita de tempo, dedicação e personalização.

Infelizmente, os planos de saúde, remuneram a consulta com valores muito baixos, em torno de R$35,00. O que acaba por esmagar o tempo dedicado ao atendimento.

Planos de saúde pagam de 10 a 20 vezes mais por exames e procedimentos, por isto, muitos médicos estão migrando para especialidades onde possam realizá-los,

Mas tempo, dedicação e personalização são essenciais para uma consulta médica psiquiátrica de qualidade, tornando-se inviável o atendimento de convênios e planos de saúde, pelo menos na realidade atual.

Dr. José Hamilton
Médico Psiquiatra em Florianópolis
CRM 17.236

Deixe seu comentário

85 Comments

Add yours
  1. 1
    Sebastiao Silva

    Tenho depressão ha mais de 30 anos. Creio que deve ser genética. Gostaria de saber como posso fazer esse exame. Estou aqui no Rio de Janeiro e não conheço nenhum psiquiatra aqui que faça o referido exame. Peço essa informação. Estou desorientado. Já tomei muitos remédios sem grande resultados.Tenho idéias de morte. Peço ajuda.

  2. 3
    Diouglas Hoppe

    Olá Dr. Hamilton,

    Estamos organizando um grande Congresso Online sobre Transtornos de Ansiedade e gostaríamos de convidá-lo para ser nosso palestrante.

    Teria algum e-mail para o qual eu possa enviar mais detalhes?

    Muito Obrigado!

    Abraço.

    • 5
      Tatianny

      Boa tarde Dr. Hamilton
      Eu e meu marido pensamos em parar de fumar todos os dias. Eu já tentei várias vezes, e ele não tem coragem de tentar. As duas vezes que estive grávida, fiquei sem fumar sem problemas, mas logo comecei a fumar novamente. Usei adesivos sem acompanhamento médico e não suportei os efeitos colaterais e o máximo que consegui foram 7 dias sem fumar.
      Sabemos de todos os males provocados pelo cigarro e gostaria de saber se na sua opinião e experiência é possível parar de fumar e principalmente sem sofrer muito…. obrigada

      • 6
        Dr. José Hamilton

        Ola, Tatianny

        Para de fumar é um desafio. A nicotina é uma substancia viciante poderosa. Mas aliado a uma forte motivação, existem medicamentos que ajudam no processo de interromper o cigarro. Cada medicamento reage melhor a um perfil de pessoa, por isto, os adesivos não funcionaram com você, mas não desista.

  3. 7
    Carlos

    Olá Doutor Hamilton,

    Gostaria de uma opinião sua a respeito da terapia de neurofeedback. De acordo com o que li, a referida terapia pode ser utilizada com sucesso no tratamento de déficit de atenção e melhora da memória e, apresentando em muitos casos melhores resultados que a medicação. Isso é correto?

    Obrigado.

    • 8
      Dr. José Hamilton

      Carlos,

      Sua pergunta é muito interessante.

      Até o momento o neurofeedback não demonstrou evidências suficientes para tratar o TDAH, mas um estudo grande está sendo proposto.
      Os dados atuais, como neste artigo publicado recentemente no American Journal of Psychiatry (2013) Nonpharmacological interventions for ADHD: systematic review and meta-analyses of randomized controlled trials of dietary and psychological treatments.
      http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23360949

      O que recomendo aos meus pacientes é o uso da medicação associado a técnicas psicopedagógicas para melhorar organização e a forma de estudar.

  4. 9
    Daniela

    Dr. Hamilton,
    Há um ano perdi meu pai aos 83 anos. Desde então, minha mãe de 79 anos apresenta um quadro quase depressivo. Claro que ficar viuva depois de 58 anos de casamento, seria natural, mas mesmo após 1 ano, ela tem dificuldades de dormir, muita ansiedade, insegurança quanto à própria saúde, e muita tristeza.

    Até então sua saúde fisica é perfeita, mas temo que a somatização dessa tristeza possa debilitá-la aos poucos. Seria o caso de levá-la a um psiquiatra?
    Abraço
    Daniela

    • 10
      Dr. José Hamilton

      Ola, Daniela

      O luto é um processo natural e difícil, mas o prolongamento do sofrimento a ponto de interferir em vários aspectos da vida da pessoa, inclusive em aspectos biológicos (sono, apetite) merece uma avaliação e um tratamento adequado com certeza.

  5. 11
    Lysian

    Olá Doutor José Hamilton
    Sou estudante do curso de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo de Santa Catarina. Estou produzindo uma reportagem.
    Venho até você, para saber se pode disponibilizar de seu tempo e me servir algumas informações.
    Minha reportagem aborda o assunto, porque é tão difícil largar o cigarro.
    Já tenho o depoimento de minhas fontes falando que tratam o vicio do cigarro como uma companhia, que relaxa e acalma depois de um dia de trabalho ou até mesmo mata a ansiedade dos dias agitados.
    Preciso de uma fonte oficial, que trate do assunto falando das complicações do tabagismo, da reação da nicotina no corpo, dos transtornos como ansiedade, abstinência, insegurança e depressão.
    Muito Obrigada!

  6. 14
    Adriana

    Dr. Hamilton, tenho um filho de 15 anos que vai muito mau na escola ele nao consegue aprender nada ja repetiu de ano duas vezes ele tem muita falta de concentraçao. tenho muitas reclamaçoes da escola por causa do comportamento dele. To fazendo tratamento com um neuropediatra, mas nao ta adiantando nada: ele receitou 1 comprimido de trofanil de 25 a noite e outro de 10 de manha mais isso nao ta resolvendo nada ta cada vez mais complicado. Isso pode ser tdah? Moro em Biguaçu.

    • 15
      Dr. Hamilton

      Olá, Adriana

      Pode ser TDAH. Mas para um diagnóstico é necessário uma avaliação de vários aspectos:

      * Como está a audição e visão.
      * Se este comportamento tem alguma outra causa psicológica ou vivencial neste momento.
      * Se existem outros quadros psíquicos como depressão e ansiedade.

      Meu atendimento é para crianças acima de 12 anos. Abaixo desta idade recomendo um psiquiatra infantil, ok?

  7. 17
    Natalia

    Olá,
    Acompanho suas publicações no facebook e frequentemente acesso o site para ler suas respostas em elações as dúvidas dos internautas. Gostaria, por favor, que senhor me esclarecesse melhor a publicação de “Nosso cérebro consegue manter no máximo 150 relações sociais, isto foi programado nos primórdios da evolução, quando vivíamos em tribos.”
    Achei muito interessante e aceito também uma sugestão de alguma obra para que eu posso me interar mais sobre esta questão.
    Obrigada

  8. 19
    ediane

    Sofro de depressão desde o treze anos. Fáz alguns meses que estou na mesma situação de novo.Ela se manifestou como antes. Minha auto-estima está péssima. Acho que sofro de Síndrome do Pânico.Quando saio de casa é um sacrifício.Tenho 20 anos,e não consigo fazer coisas normais ,como por exemplo ter amizades,sair na rua.Sinto um vazio muito grande.
    Dr Hamilton o que devo fazer?

    • 20
      Dr. Hamilton

      Ediane

      A resposta é procurar um tratamento! O primeiro passo é consultar um médico, explicar todo seu histórico para que seja feito um diagnóstico e iniciado um tratamento.

      Se for mesmo um caso de depressão recorrente, existem medicamentos específicos e os resultados são muito bons.

      BOA SORTE 🙂

  9. 21
    Felipe Matos

    Eu estou com depressao me sinto muito triste, fico pensando que um dia é igual ao outro, que a vida nao faz sentido, sinto muita insegurança principalmente a noite,tenho toc, e estou com sensaçao de desrealizaçao o mundo parece ser irreal, as vezes pareço estar num sonho, as vezes quando esta acontecendo alguma coisa parece que eu ja passei por aquilo, e eu tenho medo de nao melhorar.

    • 22
      Dr. Hamilton

      Felipe,

      E você já está fazendo tratamento, se sim, converse com seu médico, pois pode estar sendo necessário um ajuste nas medicações. Temos sempre que mirar em estar o mais perto do 100%, é claro, que todos temos nossos períodos de tristeza e desmotivação, mas não devem ser a regra, não é mesmo?

  10. 24
    Gabriel

    Pode haver alguma relação entre a utilização de medicação psiquiátrica e neutropenia? O Dr. faria uma reavaliação do tratamento de um indivíduo que utiliza medicação psiquiátrica a muitos anos e tem diagnóstico de neutropenia?

    • 25
      Dr. Hamilton

      Olá, Gabriel

      Alguns medicamentos psiquiátricos podem causar neutropenia sim. Uma avaliação para descartar esta causa pode ser importante e caso seja identificada, deve-se buscar alternativas em outros medicamentos com ação e resposta semelhante, ok?

    • 27
      Dr. Hamilton

      Olá, Aline

      A Tricotilomania é um tipo de compulsão. Meus pacientes com quadro semelhantes tem tido boa resposta ao tratarmos a ansiedade associada ao quadro.

      Abraços

  11. 28
    Rosimere

    Minha irmã foi diagnosticada com a doença de wilson, e me orientaram para procurar um neuropsiquiatra, mais é dificil de encontrar! O doutor conhece algum medico nessa area que pode me indicar? Ela tem o sintomas desde 2001 mais so lá por 2007 que um medico falou que era essa doença, mais ele nao consegue eliminar o cobre de seu organismo, agora ela foi para Curitiba no hospital da cruz vermenha e lá falam que é neuropatia motora, gostaria de saber se tem algum medico no meu estado SC que ja tratou da doença que alguem possa me indicar, estamos desesperados ela tem 37 anos esta com dificuldades de respirar caminhar etc.

    Aguardo ansiosamente por uma resposta

    Rosimere

    • 29
      Dr. Hamilton

      Olá, Rosimere

      A Doença de Wilson é tratável. Com a terapia adequada, o desenvolvimento da doença pode ser interrompido e muitas vezes os sintomas podem ser revertidos. O tratamento visa remover o excesso de cobre acumulado e prevenir um novo acúmulo.

      O médico indicado é o HEPATOLOGISTA (GASTROENTEROLOGISTA ESPECIALISTA NO FÍGADO).

      Para tratar sintomas comportamentais, o Psiquiatra, como eu, realiza acompanhamento em conjunto.

      Boa sorte!!!

  12. 30
    Amanda

    Boa tarde Drº meu marido tem 31 anos, em 2005 já se tratou de depressão, agora em 2010 teve uma ”baixa” inicialmente foi diagnosticado com o CID33.1, após com o CID 31.3 e em setembro do ano passado com o CID 31.6. Muito difícil a convivência do mesmo em sociedade (brigas no transito, com vizinhos, no trabalho) e depois esquece como se nada tivesse acontecido. As vezes muito agitado, vezes sequer levanta da cama… Atualmente toma Lítio 300 3 x ao dia, exodus 10 mg 1x ao dia, olanzepina 5mg 1x ao dia, e Rivotril 2 mg ele toma ums 2 ou 3 por dia… Será que estes CID estão corretos? Não vejo meu melhoras significantes…
    Obrigado

    • 31
      Dr. Hamilton

      Olá, Amanda

      Estes diagnósticos foram inicialmente de depressão recorrente, em seguida transtorno bipolar. Sem avaliar o paciente e a história completa fica muito difícil realizar um diagnóstico.

  13. 32
    Alves

    Doutor, tenho TOC ha 1 ano e meio, é verdade que quanto mais cedo eu procurar tratamento profissinal, mais eficiente é para eu me tratar? Não me tratei ainda pois tenho vergonha de falar para os meus pais, tenho 18 anos. Obrigado.

    • 33
      Dr. Hamilton

      Olá,

      Quanto mais cedo, melhor o tratamento. Quanto mais tempo sem os sintomas, maiores as chances de remissão consolidada.

      Converse com os seus pais, não precisa ter vergonha, afinal, não existem pessoas que querem mais o seu bem do que eles, não é?

      Um abraço

    • 35
      Dr. Hamilton

      Olá, Kleber

      Em meu consultório realizo sim tratamento do TOC ou transtorno obsessivo compulsivo. Este transtorno pode ser grandemente marcado por obsessões de conteúdo sexual.

      Atenciosamente

      Dr. Hamilton

  14. 38
    Vania

    Dr, meu cunhado é alcólatra e de uns anos pra cá esta violento a ponto de ameaçar pessoas, ele não assume isso como doença e não quer tratamento, porém minha irmã não aguenta mais. O que podemos fazer para ajudá-lo ou para ajudá-la a se livrar dessa doença?
    obrigada

    • 39
      Dr. Hamilton

      Olá, Vania

      Um bom começo é voces da família procurarem o Alcoolicos Anonimos. Participem de algumas reuniões, mesmo sem ele.

      Isto vai ajudar voces a compreenderem o problema e saberem como lidar.

  15. 40
    Carolina

    Olá Dr. Hamilton,

    Moro em Campos Novos (oeste de Santa Catarina) e tive ótimas referências do senhor com uma paciente sua. Seria possível o senhor indicar um profissional de sua confiança próximo a minha cidade, já que o senhor somente atende em Florianópolis?!! Pode ser Videira, Chapecó ou outro local mais próximo a Campos Novos.

    • 41
      Dr. Hamilton

      Olá, Carolina

      Infelizmente não conheço nenhum profissional nestas cidades, mas voce pode buscar referencia as Associação Catarinense de Psiquiatria.

      Boa sorte!!!

  16. 42
    JOAO

    Olá Dr.
    Eu tenho sono leve e qualquer barulho eu acordo a noite,pois, sinto um pouco de falta de ar, certo cansaço e dificuldade para pegar novamente no sono as vezes, ficando horas acordado.também com as mãos um pouco tremula e fria. Será isso o inicio da sindrome do panico? Sou um pouco nervoso,ansioso e preocupado. O médico Cardiologista percebeu em um exame com o aparelho 24hs uma oscilação mesmo na madrugada e me passou um remédio chamado Eutonis. Dormi melhor com ele, mas quando ele acaba, eu tenho que fz novas consultas p/ conseguir a receita. O que o Sr. me aconselha?

    • 43
      Dr. Hamilton

      Olá, João

      Sono leve ou fragmentado pode ser sintoma de ansiedade, mas existem diversos outros motivos, ate mesmo comportamentais, como uso excessivo de cafeína. Recomendo que realize uma investigação para um diagnóstico mais preciso, desta maneira utilizará um medicamento correto.

      Um abraço

  17. 44
    Ides aparecida de medeitos

    Meu pai tem 73 anos realizou revascularização do miocardio em 25/03/2011, teve alta após 03 meses, depois de infecções e drenagem no pulmão após dois derrame pleural.apresentou desorientação, letargia, agressão verbal, agora dia 04/07 foi internado desconpensação cardica, retenção liquída no pulmão, hoje apresentou desorientação.

    Está internado no instituto cardiólogico, cardioligísta solicitou psiquiatria URGENTE DE PREFERENCIA QUE O ATENDA AQUI NO INSTITUTO POR QUE ESTA NO OXIGENIO CONTINUO. Pergunto é possível este atendimento ainda esta semana e quanto custa este atendimento, precisamos de resposta URGENTE.

    • 45
      Dr. Hamilton

      Olá, Ides

      O quadro do seu pai é compatível com delirium, que é um estado de desorientação mental devido a condições de saúde gerais, tais como febre, infecções, problemas eletrolíticos, etc. O cuidado é em grande parte feito pelo médico assistente que identificará e tratará a situação causadora.

      Infelizmente não faço atendimentos externos ao consultório. Boa sorte e melhoras para seu pai.

  18. 46
    Carla

    Bom dia, Dr. Hamilton,

    Hoje tenho 31 anos, desde pequena tenho dificuldades na escola, sempre fui sem atenção, e até hoje tenho dificuldades de gravar as coisas… Eu estudo, mas parece que não sei nada… Será que pode ser TDA? Penso em mil coisas ao mesmo tempo, não consigo me concentrar em algo por mt tempo!!! Pode me ajudar? Obrigada!!!

    • 47
      Dr. Hamilton

      Oi, Carla

      Pode sim ser TDAH. Estes sintomas precisam ser avaliados para descartar outras condições, realizar um diagnóstico e iniciar um tratamento.

  19. 48
    Carlos Amaral

    Dr. Hamilton.

    Minha filha tem 18 anos e é estudante universitária.
    Ha duas semanas ele apresente quadros de tontura e falta de ar.
    Levamos ele ao clinico geral e o otorrino e ao neurologista sendo diagnosticadas pelo neurologista como possivel portadora da sindrome do panico.

    Ela esta tomando 3 gotas do Rivotril 2,5mg,ml antes de dormir e não esta fazendo muito efeito.

    • 49
      Dr. Hamilton

      Caro Carlos,

      Existem vários tipos de tontura e também causas diferentes. Sindrome do panico pode dar a sensação de tontura, mas raramente apresenta vertigem rotatória (mundo rodando) ou perda de consciencia (desmaios).

      O diagnóstico correto é importante pra iniciar um tratamento adequado, ok?

  20. 50
    Sofia

    Ola, Dr. Posso chegar e marcar uma consulta com voce ou precisa ser indicado? Acho que tenho algum tipo de transtorno bipolar, meu humor muda constantemente, durmo umas 4 horas por noite e nao tenho vontade de dormir durante o dia, tem dias que estou super alegre e trabalho como se eu tivesse todas as forças do mundo e tem dias que ja chego de mau humor e estou super cansada fisicamente e mentalmente. Minha mae vivia me colocando em psicologo e nada adiantou. Posso entrar em contato com voce?

    Obrigada

    • 51
      Dr. Hamilton

      Sofia, tudo bem?

      Pode entrar em contato com minha secretária por telefone. Oscilações de humor nem sempre significam que voce seja Bipolar, mas é importante avaliar e descobrir como melhorar este humor, ne?

      Abraços

  21. 52
    EDUARDO R.

    Oi meu nome é Eduardo, tenho 24 anos e estou passando por uma situação muito estranha, a 3 meses, venho sentindo uma tristeza e um vazio muito grande dentro de mim, ás vezes fico me sentindo preoculpado como alguma coisa mais na verdade nem sei o q, isso me deixo triste o dia todo, uma agonia nas pernas, e quando estou em um lugar pequeno ou onde tem muita gente, me sinto mal fico muito agoniado com vontade de sair correndo, sou uma pessoa que tenho emprego, sou casado a 3 meses tenho uma boa relação com minha esposa e familia, mais isse tipo de sentimento esta me fazendo muitas vezes ter reações nervosas como responder mal, tratar com ignorancia se irritar com coisas bobas. isso tem me feito ficar muito triste tem momentos que acho que minha vida é ruim, bate aquela vontade de sumir no mundo sei la.

    • 53
      Dr. Hamilton

      Ola, Eduardo

      Estes sintomas são muito comuns em quadros depressivos. Acredito que deva fazer uma avaliação pra um diagnóstico correto, afinal, como voce falou, a vida está boa, mas seu humor não está correspondendo.

  22. 54
    Renata

    Bom dia Dr José Hamilton.
    Tenho 33 anos e desde os 28 anos tenho síndrome do pânico. Fiz tratamento com psiquiatra e psicólogo durante mais de 2 anos e não senti muita mellhora. (medicamentos: Lexapro + Rivotril). Desde então, fiquei muito descrente da medicina para o tratamento da síndrome, e resolvi enfrentar a doença sem nenhuma droga. Passei a correr por 1 hora todos os dias na esperança de que a endorfina me fizesse melhorar. Sim, houve alguma melhora, mas ainda não me curei. Estou muito cansada de viver dessa forma. Quase todos os dias, quando saio, tenho uma crise horrorosa. Está ficando cada vez mais difícil. Estou buscando qualquer coisa para que eu não passe mais por isso. Topo até continuar me dopando com todos esses remédios… se for para eu não ter crises, topo qualquer negócio. Só não dá mais para continuar a viver dessa forma. A minha vida está um verdadeiro inferno. Me sinto completamente incapaz. Uma doente. Que ninguém entende…

    • 55
      Dr. Hamilton

      Ola Renata,

      Entendo que voce se sinta descrente, afinal foram 02 anos de tratamento. Mas é preciso lembrar que existem alternativas de medicamentos, pois uma substancia pode não ser efetiva pra voce, mas outra pode trazer otimos resultados. Não desista das atividades fisicas, nem de procurar tratamento novamente, ok?

  23. 56
    Cida

    Dr. Hamilton,
    Minha timidez acabou por atrapalhar bastante minha vida. Vou para meu terceiro curso superior e ainda agora, com 46 anos de idade tenho pavor de falar em público, principalmente quando apresento trabalhos. Acabo por lê-los. Não consigo formar uma frase diante de algum público, apesar de ser consciente do que sei. Minhas idéias ficam desconexas, me atrapalho, fico vermelha e trêmula, sinto-me muito mal. Sempre fui assim. Há cura para isso??? Obrigada.

    • 57
      Dr. Hamilton

      Oi Cida,

      Voce esta descrevendo um quadro de fobia social, que é algo bastante comum. Existe sim tratamento, tanto com medicamento quanto com psicoterapia.

  24. 58
    Elsie Dantas

    Dr. Hamilton, a minha mãe sofre de Transtorno Bipolar e está no auge da crise (euforia). Está agressiva e se nega terminantemente a fazer um tratamento, não aceita que é bipolar. Dificilmente conseguirei que ela vá até o consultório. Excepcionalmente, o senhor faria um atendimento domiciliar? No aguardo. Obrigada. Elsie.

    • 59
      Dr. Hamilton

      Olá,

      Infelizmente não tenho como realizar atendimento domiciliar devido a minha agenda de consultório.
      Casos nos quais o paciente recusa tratamento colocando a própria saúde em risco merecem atenção de unidades de emergência. Você pode procurar ajuda no SAMU 192 ou Bombeiros 193.

  25. 60
    Elisângela

    Boa noite Dr.
    Já fui diagnosticada quando não morava em Brasília ser portadora de TOC.

    Tomo Cymbalta 30 mg (1 por dia), Bromoprim (2 por dia) e Oleptal 300 mg (2 por dia).

    Antes de tratar minha vida estava terrível, no trabalho se falassem qualquer coisa, por ex de futebol, imaginava que estavam falando alguma coisa em relação a fidelidade do meu marido, tudo girava em torno de traição, qualquer palavra que escutava, sem essa palavra ter nada a ver, pensava em infidelidade. Depois de começar a tomar os remédios isso melhorou. Entretanto, hoje quando telefono para minha mãe, no decorrer de vários assuntos, tem horas que penso que ela falou que meu marido me traiu. Aí depois que desligamos o telefone fico pensando, será que minha mãe falou que meu marido me traiu. Esse pensamento fica remoendo na minha cabeça, perco até o apetite. Aí ligo para minha mãe e pergunto: mãe você falou que meu marido me traiu e ela responde não, aí desligamos o telefone, mas eu continuo achando que ela falou que meu marido me traiu, porque que nesse último telefonema ela também falou que meu marido me traiu. Às vezes pergunto a ela se ela falou que meu marido me traiu e só espero ela falar não para desligar o telefone na cara dela para não prolongar a conversa e eu imaginar que falou que meu marido me traiu.

    Dr., isso é insuportável, o que faço para resolver esse problema.
    Desde já agradeço.
    Elisângela

    • 61
      Dr. Hamilton

      Olá, Elisângela

      Que bom que fosse iniciou seu tratamento, apesar de ainda não estar como gostaria.

      O que vc está relatando pode ser um sintoma obsessivo e com certeza um ajuste na medicação pode ser benéfico.

  26. 62
    Hellen

    Dr.

    Gostei desta página, vou marcar uma consulta para minha irmã que está com problemas graves em sala de aula. Ela inclusive está de licença devido ao problema com os alunos.

  27. 64
    Larissa Lemos

    Boa noite!
    Dr. Hamilton, tenho 20 anos e ultimamente tenho apresentado alguns sintomas como: medo de lugares fechados, naúseas ao estar próximo de muitas pessoas,medo de sair (festividades), aumento exarcebado do peso, medo de enlouquecer,taquicardia, taquipinéia e formigamento nos MMII.

    Consultei uma psicóloga, fiz algumas sessões, mas achei a terapia monótona e obscura, não houve esclarecimento algum.

    Gostaria de receber orientações sobre como proceder. Será que estou com síndrome do pânico?
    Ajude-me!
    Grata

    • 65
      Dr. Hamilton

      Boa noite, Larissa

      Estes sintomas são todos de ansiedade. Pânico é uma forma concentrada de ansiedade.

      Uma avaliação mais detalhada é importante para um diagnóstico preciso. Mas o mais importante é lembrar que existe tratamento, voce não precisa viver com isto.

  28. 66
    Anairda

    Bom, gostaria de uma orientação …. tenho vários sintomas físico, como tonteira, falta de apetite, emagreci vários kg, só fico dentro de casa, deitada … já fiz vários exames o que deu foi uma gastrite leve …nada que justifique o meu estado de tontura. Sá está faltando o psiquiatra e o neuro….posso estar com depressão.

    OBS: Evito sair de casa, pois fico muito tonta(não estou realizando nenhuma atividade fora do meu quarto)

    • 67
      Dr. Hamilton

      Olá, Anairda

      Tontura tem várias causas. Problemas no ouvido interno (labirintite), problemas cardíacos, neurológicos e até psíquicos.

      Para um diagnóstico precisamos investigar.

  29. 68
    sirlene

    Dr. Hamilton,
    Meu marido anda muito nervoso, explosivo e agride com palavras e gestos todos que estão a volta dele. Dessa forma a família inteira tem se afastado dele. Quando converso sobre o assunto ele diz que ninguem gosta dele, que as pessoas só vêem defeitos nele e que só se aproximam dele quando precisam de algo, e isso não é verdade. Esses sintomas estão dentro da sua especialidade?

    • 69
      Dr. Hamilton

      Olá, Sirlene

      Pergunte ao seu marido o que ele realmente anda sentindo. Peça para que ele compare seu comportamento atual com ele mesmo no passado: O que mudou? Se notar que muitas emoções estão diferentes e o fazendo sofrer é importante realizar uma consulta.

  30. 70
    FAbio

    Dr, boa tarde…
    Sou recem casado e estou sofrendo de um mal que assola a metade dos homen’s ” CIUME RETROATIVO” está tornando minha vida um inferno, não sei o que fazer o senhor trata sobre esse assunto ? tenho tido comportamentos semelhante aos suicidas involuntariamente.
    Por favor me ajude não sei mais o que fazer da vida..
    grato aguardo respostas !

    • 71
      Dr. Hamilton

      Caro Fabio,

      O ciúmes é algo normal até certo ponto. Se começar a prejudicar o relacionamento, impedindo que voce aproveite as coisas boas, é hora de buscar tratamento.

  31. 72
    PAULO DIAS GOMES

    Dr. Hamilton

    Boa tarde.

    Tenho uma filha de 18 anos que está apresentando um quadro psiquico bastante estranho no decorrer de 03 dias. Não dorme, suas ideias estão desconexas, não se alimenta direito e apresenta um estado físico debilitado devido aos problemas de coluna.

    Gostaria de marcar uma consulta URGENTE.
    Aguardo retorno.

    Paulo

    • 73
      Dr. Hamilton

      Paulo,

      Estou a disposição, por favor entre em contato via telefone.

      Alguns casos emergências merecem uma consulta em unidades de internação, como o HSVP ou clínicas particulares de internação.

  32. 74
    Dr. Hamilton

    Olá, Sarah

    A síndrome do pânico tem muito destes sintomas que você mencionou. Além disto, os exames comuns geralmente estão normais.

    É importante fazer uma consulta para chegar um diagnóstico correto.

    Boa sorte!

  33. 75
    Cláudia Almeida

    Dr. Amilton
    Tenho um sobrinho de 11 anos de idade, que depois de duas consultas em psicóloga, foi encaminhado a uma neurologista para uso de ritalina, sob o diagnostico de TDHA.Achei a avaliacão muito breve para uso de medicamento, não deveria ser melhor investigada?O sr. atende e tem especialização nesta área? Gostariamos de ter certeza antes de fazer uso deste medicamento. Moramos em Barreiras-BA, e gostaria de saber, se for necessário,se ele poderia ter atendimento em Brasilia, apesar da distância, ou se deve ter acompanhamento por aqui mesmo.

    • 76
      Dr. Hamilton

      Olá, Cláudia

      O ideal é que o acompanhamento do quadro de TDAH seja feito por psiquiatra. Claro que consultar proximo de casa é melhor, mas se não for possivel encontrar um profissional, o jeito é encarar a distância.

      Um abraço

  34. 77
    Deusa

    Dr. Hamilton, entrei no google em busca de um profissional que possa me ajudar. Estou ficando desorientada. Sem noção de muita coisa, muitos pensamentos me atordoando, daí vem o pânico, a depressão e uma série de sintomas físicos e mentais. Preciso de ajuda. Preciso saber o que está acontecendo. Tenho 44.Desejo consultá-lo em breve.
    Atenciosamente.
    Deusanira

  35. 79
    sarah

    ola doutor eu queria uma informacao sera que eu tenho sindrome do panico nos ultimos dias eu comecei a sentir dores no peito,e dificuldade de respirar,fui parar no pronto socorro,fiz exames la mas nao acusou nada gracas a deus,os medicos me disseram que pode ser nervosismo ou ansiedade,so que eu ainda sinto isso,fui no posto de saude fiz exames,e mas uma vez nao deu em nada,tenho 17 anos e morro de medo de morrer,nao sinto vontade de fazer nada,so ficar em casa deitada,posso ter sindrome do ´panico,estou com um encaminhamento para psiquiatria devo mesmo proucurar me responda sua opiniao e importante abracos

  36. 80
    fernando

    Dr hamilton, qual sua experiencia com SP? Tenho um filho, 24 anos, que estava fazendo mestrado no RJ e por conta do stress passou por um episodio de SP no final do ano passado, na verdade o stress foi o estopin, encontra-se sob tratamento so que agora esta morando ai em brasilia.

    • 81
      Dr. Hamilton

      Olá, Fernando

      Em meu consultório tenho vários pacientes com Síndrome do Pânico e possa dizer que o estresse é geralmente o estopim. No entanto a síndrome pode continuar, mesmo após a cessação do estímulo estressor.

      Por isto a importância do tratamento.

      Um abraço

      Dr. Hamilton

  37. 82
    Paloma Borba

    Olá Dr. Hamilton
    Fui aprovada em concurso público federal e preciso de um laudo psiquiátrico para comprovar minha saúde mental. tenho um grupo de mais umas 10 pessoas que foram aprovadas também.
    Você faria um pacote com um valor acessível para nós, visto que não necessitaremos de uma consulta prolongada e considerando que antes da posse estamos todos desempregados?
    Qual o valor que seria cada laudo?

    • 83
      Dr. Hamilton

      Olá, Paloma

      O laudo de sanidade mental necessita de tempo, por isto, o valor é o mesmo de uma consulta. Todo o laudo deve ficar registrado também aqui conosco.

+ Leave a Comment